O meu texto de hoje no Observador. ‘Uma vez passei um dia muito agradável a rir-me às gargalhadas na biblioteca principal de Cambridge. Felizmente era quase Natal, passei o dia no quinto andar duma ala sem ver vivalma, sentada encostada ao radiador do aquecimento central. Estava a ler livros e journais de História da Revolução […]

via Absurdos: o privilégio da esquerda — O Insurgente

Anúncios